[ editar artigo]

Dieta saudável e barata, existe?

Dieta saudável e barata, existe?

Começo de ano, as despesas aumentam com IPVA, IPTU, material escolar... ufa! Que sufoco, não é mesmo? E aquele seu plano de ter uma alimentação mais saudável em 2020, foi por água abaixo só porque você acha que ter uma dieta saudável é mais caro e que não vai conseguir conciliar todos os gastos do começo de ano? Espera aí, vamos analisar os fatos. Você sabia que para ter uma alimentação saudável você não precisa gastar muito dinheiro? Olha que até arrisco dizer que você pode economizar dinheiro! Isso mesmo! Quer saber como? Confira no artigo de hoje!

Nutri, ter uma dieta saudável custa muito dinheiro?

Quando pensamos que uma dieta saudável pode ser mais cara, temos que lembrar de alguns princípios da alimentação saudável. Afinal, o que precisamos consumir quando estamos elaborando novos hábitos saudáveis ou estamos em uma reeducação alimentar?

#1 Cereais integrais

A base da pirâmide alimentar são os cereais integrais, logo optar por pão, arroz, macarrão em suas versões integrais sempre são as melhores escolhas a se fazer.

#2 Alimentos in natura

Atingir as quantidades recomendadas de frutas, verduras, legumes durante o dia é essencial para se ter uma alimentação mais saudável. Quanto mais natural, melhor.

#3 Leite e derivados

Consumir leite e derivados como iogurtes ou queijos são essenciais para uma alimentação saudável, dê preferência para as versões desnatadas ou naturais destes produtos.

#4 Proteínas

Carne bovina, aves, suína, ovos... fazem parte de uma alimentação adequada. Neste grupo de alimentos damos preferência para as proteínas com menor teor de gordura.

#5 Leguminosas e oleaginosas

O feijão nosso de cada dia! Feijão, ervilha, grão de bico, são fundamentais na alimentação saudável. As oleaginosas como castanha do Pará, castanha de caju, nozes, amêndoas, macadâmia também fazem um bem danado para a nossa saúde.

Agora me diz, será que é muito caro ter uma alimentação saudável? Confira abaixo, 7 ciladas que podem fazer você gastar mais dinheiro do que deve!

As 7 ciladas que custam caro na alimentação saudável e levam seu dinheiro embora!

Agora trago umas verdades sobre onde você gasta muito dinheiro que não precisaria em uma alimentação saudável. Confira abaixo as 7 ciladas que custam muito caro na alimentação.

#1 Não pesquisar preços

“Aí, nutri, mas aquele supermercado tem os melhores preços!”, será mesmo? As diferenças de preços entre os supermercados podem chegar a 168%! E, ainda, pode haver diferenças de preço na mesma rede de supermercado! Atualmente, com a facilidade da internet, alguns supermercados disponibilizam preços online e você pode fazer a sua pesquisa de preços em casa mesmo, sem precisar ir de loja em loja.

#2 Comprar alimentos diet, light, zero sem necessidade

Um assunto que já escutei: “nossa, alimentação saudável é cara porque preciso comprar só aqueles produtos diet, light, zero que são caríssimos!” Para tudo!... Primeiro, você tem a orientação de um profissional da saúde de que você precisa realmente comprar estes alimentos? Se for uma necessidade perante a algum problema de saúde, tudo bem... mas e se não?! Claro que não precisa, fuja desta cilada!

#3 Ir ao mercado com fome

Uma das piores ciladas, sabe por quê? Ao estar com fome, você vai acabar colocando tudo para dentro do carrinho de supermercado, aquele chocolatinho, aquele biscoitinho... e assim vai, no final da compra, quando chegar em casa, olhar tudo aquilo e falar: ‘’porque comprei tudo isso?! Não tinha necessidade!’’, então um lanchinho saudável antes de ir ao supermercado não é nada mal!

#4 Aí que preguiça de cozinhar, vou pedir comida!

Quem nunca sentiu preguiça de cozinhar e pediu comida atire a primeira pedra! Às vezes isso pode acontecer, mas todo dia?! Aí você vai ver que essa atitude fará um estrago no seu orçamento, fazendo com que você gaste mais do que devia.

#5 Comprar alimentos da moda

Tcharannnn o vilão minha gente! Sim, alimentos que estão na moda, que são vendidos como alimentos que vão super te ajudar no emagrecimento, normalmente são mais caros. Por isso, prefira alimentos que você já conhece e que custam menos.

#6 Deixar estragar ou vencer alimentos em casa

Isso é a mesma coisa que você pegar o seu dinheiro e rasgar! Por isso, tenha controle do que você tem em casa e do que você realmente precisa comprar, caso contrário você gastará dinheiro à toa.

#7 Comprar sem planejamento

Ter o planejamento do que você vai comprar evita que desperdice dinheiro com o que não precisa. Por isso, a famosa listinha de supermercado super vale a pena aqui!

Confira agora as 10 dicas que vão te auxiliar para economizar com uma alimentação saudável!

Agora sim, as dicas que vão fazer você diminuir os seus gastos, e ainda por cima ter uma alimentação saudável, sem gastar muito dinheiro!

#Dica 1: Consuma alimentos da estação

Normalmente, quando compramos os alimentos da estação eles são mais baratos, do que aqueles que não são da época. Um exemplo que posso trazer aqui é o morango, já vi bandejas custarem R$2,00 em uma época do ano e fora de época R$9,00. Muita diferença no preço né?

#Dica 2: Aproveitamento integral dos alimentos é tudo!

Ao aproveitar os alimentos você acaba jogando menos dinheiro fora, e aproveitando ainda mais o alimento nutricionalmente falando. Confira neste texto como fazer este aproveitamento integral de hortaliças e aqui neste outro texto 11 receitas para você aproveitar ao máximo os alimentos.

#Dica 3: Cozinhe em casa!

É possível fazer pratos saudáveis e muito deliciosos com pouco dinheiro, usando o que você tem em casa. Algumas novas técnicas e receitas que você possa aprender da culinária também são válidas para se ter novos aprendizados na cozinha.

#Dica 4: Congelador, o seu novo melhor amigo!

Essa dica é para facilitar e levar mais praticidade para a sua vida! Além de carnes, você também pode congelar frutas e fazer sucos, smoothies e sorvete, confira neste texto como fazer o sorvete. Além disto você também pode congelar legumes e verduras, aprenda neste texto como congelar corretamente, para preservar nutrientes dos alimentos.

#Dica 5: Dia de promoção nos supermercados!

Normalmente os supermercados fazem os famosos dias especiais de promoções na semana como: ‘’terça do hortifruti’’ ou ‘’sexta da carne’’, aproveite estes dias para comprar os alimentos com desconto, isso te ajuda a economizar.

#Dica 6: Confira os preços em mercados atacadistas!

Normalmente os mercados atacadistas conseguem fazer uma grande diferença no preço de alguns alimentos e até outros produtos para a casa. Por isso, não custa verificar se você pode economizar um bom dinheiro fazendo esta pesquisa de preços.

#Dica 7: Compare preços das feiras e açougues com os supermercados!

Em algumas situações os preços variam entre supermercados e açougues, ou feiras e supermercados, por isso não custa comparar para ver qual vale mais a pena na sua região.

#Dica 8: Uma horta em casa pode fazer a diferença!

Já imaginou cultivar alimentos e temperos em casa? Não?! Então repense. Normalmente, dependendo da região, 12 mudas pequenas de salsinha ou cebolinha (que são temperos ótimos para se cozinhar) custam R$2,00 a R$3,00, e no mercado um maço destes temperos custa R$3,00 ou R$4,00. Em alguns dias você pode colher 12 maços por este preço. E isso vale para hortaliças e até legumes, confira no texto o passo a passo de como montar uma horta.

#Dica 9: Leve lanches saudáveis de casa para o trabalho!

Com este tópico você pode economizar muito dinheiro! Confira no texto a seguir algumas receitas que podem te ajudar.

#Dica 10: Se possível compre alimentos direto com o produtor!

Quando compramos alimento direto com o produtor ou em centrais de abastecimento (CEASA) o preço dos alimentos tende a diminuir e ainda por cima estamos favorecendo a agricultura familiar.

E os orgânicos, preciso comer?

Alimentos orgânicos certamente são melhores do que não orgânicos, pois não tem agrotóxicos e contém mais nutrientes. Mas, se atualmente você não consegue comprar, não se culpe! Faça o melhor dentro das suas possibilidades. É melhor comer hortaliças não orgânicas do que não comer nenhuma, certo?

Se você ainda não se convenceu de que comer saudável pode ser barato, olha só essa comparação:

Prato saudável X Hambúrguer 

Prato saudável

  • Arroz (2 colheres de sopa): R$ 0,11 centavos
  • Feijão (1 concha): R$0,32 centavos
  • Peito de frango (100g): R$1,64
  • Alface (3 folhas): R$ 0,06 centavos
  • Tomate (3 fatias): R$0,04 centavos
  • Cenoura (2 colheres de sopa): R$ 0,02 centavos
  • Laranja (1 unidade): R$ 0,17 centavos

Total R$: Aqui em média o prato saudável sai por R$ 2,36 reais em média. Enquanto o combo de hambúrguer, refrigerante e batata frita sai pelo menos entre R$20,00 ou R$30,00 até mais, dependendo do estabelecimento.

Marmita fitness X preço prato a lá carte

Muitas pessoas, por falta de tempo para cozinhar, compram a sua própria marmita fitness para levar ao trabalho, e o valor pode variar de R$7,00 a R$20,00 reais por cada marmita.

Já os pratos a lá carte, dependendo da região que você trabalha, podem variar o preço entre R$ 20,00 e R$80,00 / R$ 100,00 reais, sendo este valor, fora a bebida ou um docinho depois do almoço, não é mesmo?

Como economizar nestes casos? Você pode montar a sua própria marmita saudável, confira neste texto dicas de montagem  ou até levar a sua salada no pote! Confira como montar neste texto.

Agora me diz, você acha que ser saudável é realmente mais caro? É uma questão de escolha alimentar, porque para ser saudável é possível sim ser bem barato! 😊

Clube da Energié
Janaine Lorenceti
Janaine Lorenceti Seguir

Nutricionista graduada pela PUCPR, apaixonada por minha profissão. Acredito em uma Nutrição humanizada e acessível a todas as pessoas.Visando assim a qualidade de vida e a autonomia dos que buscam por bem-estar físico, mental e social.

Ler matéria completa
Indicados para você