[ editar artigo]

Como preparar feijão de maneira saudável? Tudo sobre qual o melhor tipo, como fazer e armazenar

Como preparar feijão de maneira saudável? Tudo sobre qual o melhor tipo, como fazer e armazenar

Tem prato mais brasileiro que arroz e feijão?

Essa dupla não está junta por acaso: a combinação desses dois alimentos fornece todos os aminoácidos (necessários para formar proteínas) que nosso organismo precisa. Mas todo feijão é saudável? Qual o melhor tipo?  Como preparar feijão? Vou esclarecer essas dúvidas abaixo!

Feijão é saudável?

Sim, e muito! O feijão faz parte do grupo das leguminosas, formado também pela lentilha, ervilha e grão-de-bico. Esse grupo é uma boa fonte de proteínas vegetais. Tanto que, para vegetarianos, esses alimentos são os principais aliados na hora de substituir as carnes.

Mas não é só isso: o feijão é pobre em gorduras e rico em vitamina do complexo B, cálcio, ferro e fibras.

Quem quer emagrecer pode comer feijão?

Não só pode, como deve. Segundo o último grande inquérito sobre alimentação e saúde da população brasileira, o consumo de feijão tem diminuído. Você mesmo deve ter percebido isso: talvez quando era criança consumia bem mais feijão do que agora que é adulto. E o que isso tem a ver com emagrecimento? A pesquisa viu também que metade da população está acima do peso! Não deve ser uma coincidência, não acha?

Ao contrário do que muita gente pensa, feijão não engorda. Na verdade, vale lembrar que alimento nenhum engorda, o que faz a gente ganhar peso é comer além do que gastamos. Feijão é um aliado do emagrecimento, porque é nutritivo e tem bastante fibras, o que dá saciedade. Então trate de recolocar o feijão na sua rotina, combinado?

Qual o melhor tipo de feijão?

Se você já foi a algum lugar que venda feijão a granel, como feiras ou mercado municipal, já deve ter visto que existem vários tipos de feijão. Os mais comuns são:

  • Carioca – grão bege e com listras marrons, é o mais consumido no Brasil.
  • Preto – dispensa descrição, não é? É ele que é usado na tradicional feijoada.
  • Vermelho – tem o grão arredondado e, como o nome diz, é vermelho.
  • Fradinho – tem grão claro e é mais consumido no Nordeste.
  • Roxão – inconfundível, tem a cor roxa.
  • Rajado – feijão de cor clara com várias manchas avermelhadas.
  • Branco – além da cor, é caracterizado por ter grãos longos e geralmente é consumido como salada.
  • Azuki – de sabor mais adocicado, é de cor vermelha e muito usado em preparações asiáticas.
  • Moyachi – seu grão é verde e é tipicamente usado pelos asiáticos.

E existe um tipo melhor? Podemos dizer que não, já que as diferenças nutricionais entre eles são mínimas. De qualquer forma, é sempre bom variar o consumo de feijões e outras leguminosas. Variedade é sinônimo de alimentação saudável!

Como deixar o feijão mais “leve”?

Muitas pessoas relatam que se sentem “pesadas” após o consumo de feijão. O que elas geralmente querem dizer é que ficam estufadas e com gases nas horas seguintes.

O feijão pode ser um pouco indigesto para algumas pessoas mesmo por conter substâncias que fermentam no intestino e formam gases, como fitatos e taninos.

A boa notícia é que reduzir a formação desses gases e evitar tanto desconforto é fácil: é só deixar o feijão de molho!

Como deixar o feijão de molho:

  1. Lave os grãos na água corrente.
  2. Coloque os grãos em um recipiente com água e deixe de molho por 12 horas.
  3. Se puder, troque a água no meio do processo, ou quando lembrar.
  4. Após as 12 horas, descarte a água e cozinhe o feijão normalmente.

Como os grãos vão estar hidratados por conta de tempo que ficaram de molho, o cozimento vai ser mais rápido.

Nunca preparou feijão? Então lá vai como fazer:

Prefira cozinhar na panela de pressão porque vai mais rápido: 3 xícaras de água para cada 1 xícara de feijão (meça antes de deixar de molho). Cozinhe por cerca de 20 minutos contando a partir de quando pegar pressão (para cerca de 4 xícaras de feijão).

Se for cozinhar na panela convencional: para cada 1 xícara de feijão, acrescente 8 xícaras de água e cozinhe por cerca de 40 minutos. Esse tempo pode variar, mas a vantagem da panela convencional é que você pode ir provando para ver quando está cozido. Ah, e mexa de vez em quando!

Cozinhei, e agora?

Agora você pode porcionar seu feijão em potes e congelar, assim tem feijão pra semana toda, ou temperar para consumo. Para isso, refogue os temperos que quiser: alho, cebola, tomate, bacon e acrescente o feijão e sal. Deixe cozinhar alguns minutos até pegar sabor e sirva!

Se estiver congelado, o preparo do seu feijão é praticamente o mesmo. Faça o refogado que quiser, acrescente o feijão (pode colocar ele congelado mesmo na panela), tempere com sal e cozinhe até descongelar totalmente. Pode ser necessário adicionar um pouco de água.

Recado final sobre o preparo do feijão

Importante ressaltar que feijão é saudável, mas se tiver muito óleo, muita linguiça, bacon ou muito sal, não é tão legal. Então, moderação! Prefira dar sabor com alho, cebola, cheiro verde, louro... e nada de temperos industrializados, acho que nem preciso falar, não é?

Resumindo: coma mais feijão! É típico do nosso país, saudável, gostoso, versátil e ainda econômico. Como anda o consumo de feijão aí na sua casa?

 

Clube da Energié
Natali Carol Fritzen
Natali Carol Fritzen Seguir

Nutricionista e coordenadora técnica da Energié Nutrição. Luto por um mundo com mais comida de verdade e com menos modismos e restrições desnecessárias. Entendo que uma boa alimentação é aquela que faz bem para o corpo e para a alma!

Ler conteúdo completo
Indicados para você