[ editar artigo]

Como evitar virose e intoxicação alimentar?

Como evitar virose e intoxicação alimentar?

Verão, sol, mar, comida da praia, virose, intoxicação alimentar... ah não! Nada pior do que ficar doente na melhor época do ano, não é mesmo? Assim como no inverno há o aumento da prevalência de gripe, no verão os casos de viroses e intoxicação alimentar aumentam e muito, sendo bem característicos desta estação. Quer saber como fugir da virose e intoxicação alimentar? Confira abaixo dicas de alimentação para você aproveitar o verão e evitar ficar doente neste período tão incrível do ano!

O que é virose e intoxicação alimentar?

Vamos primeiro falar sobre virose. A virose nada mais é do que qualquer doença ou infecção provocadas por vírus, porém nem toda virose é igual. Sabe por quê? Existem viroses respiratórias ou gastrointestinais, sendo que a segunda é a mais comum no verão e os sintomas podem ser: náusea, vômito, dor abdominal, cólicas, diarreia, mal-estar e febre. Uma virose pode durar de 3 a 7 dias e os sintomas podem diminuir a partir do terceiro dia, mas isso varia de pessoa para pessoa.

A intoxicação alimentar é causada por alimentos contaminados por bactérias, pela produção de toxinas ou ainda por substâncias químicas. Os sintomas da intoxicação alimentar são dores no abdômen, diarreia, inchaço, náusea, vômito, dores no estômago, calafrio, fadiga, febre, mal-estar e/ou perda de apetite. Uma intoxicação alimentar pode durar de 1 a 10 dias, mas esse tempo varia entre os diferentes casos. 

Quais as consequências da virose e da intoxicação alimentar?

A consequência dos sintomas gastrointestinais como diarreia e vômito é a desidratação do corpo, e ninguém merece em pleno verão passar mal e sentir estes sintomas, não é mesmo? Mas, afinal, como virose e intoxicação alimentar são transmitidas? Confira abaixo!

Como a virose e a intoxicação alimentar são transmitidas?

A virose é transmitida a partir de pequenas gotas que são expelidas quando falamos, tossimos ou espirramos, enquanto a intoxicação alimentar ocorre quando consumimos algum alimento ou bebida contaminados.

O que podemos fazer para evitar a contaminação dos alimentos?

Você sabe o que é necessário fazer para evitar a contaminação dos alimentos? Confira abaixo os 7 passos para fugir da intoxicação alimentar!

Passo 1

Não consumir alimentos de procedência duvidosa: procure sempre olhar a condição de higiene do local onde for comer e fuja dos alimentos que já aparentam estar estragados ou com odor estranho.

Passo 2

Mantenha sempre os alimentos refrigerados: manter a temperatura dos alimentos que precisam refrigerados é fundamental para não haver contaminação dos alimentos, assim você não dá chance para bactérias se proliferarem e estragarem o seu alimento. Além disto, é muito importante fazer o transporte de alimentos, para a praia por exemplo, em bolsas ou caixas térmicas para manter a temperatura e evitar a contaminação dos alimentos. Outra dica é guardar os alimentos na geladeira assim que acabar a refeição, ao invés de deixar o café da manhã servido na mesa por horas.

Passo 3 

Cuidado com picolés, sucos ou raspadinhas “caseiros”: principalmente na praia, onde consumimos mais estes alimentos, é preciso cuidado pois não sabemos se a água utilizada para preparação é potável!

Passo 4

Cuidado com o prazo de validade dos alimentos: olhar sempre o rótulo é importante para não consumir alimentos vencidos.

Passo 5

Lave as mãos com água e sabão: sempre que usar o banheiro ou antes de preparar os alimentos.

Passo 6

Lave frutas, verduras e legumes: quer saber como lavar de forma correta os alimentos? Confira aqui o passo a passo.

Passo 7

Consuma leite fervido ou pasteurizado: o processo de aquecimento do leite pode evitar alguma possível contaminação.

Se você parar para pensar esses passos não são difíceis de serem seguidos e podem evitar uma possível intoxicação alimentar. Porém, se por um acaso você está com intoxicação confira a seguir os cuidados necessários com a sua alimentação para melhorar o quanto antes!

O que comer ou beber quando se está com intoxicação alimentar ou virose?

Primeiramente, pelo fato dos sintomas que mais aparecem serem vômito e diarreia, a primeira dica é tomar muita água! Olha só:

#1 Hidratação já!

Não esqueça de beber água, pois é fundamental para a hidratação. Você pode consumir também água de coco, soro caseiro (tem receita no final do post) ou chás.

#2 Uma sopa não é nada mal

Consumir caldos e sopas coadas podem ajudar a pessoa a se recuperar, fazendo com que se sinta melhor.

#3 Opte por alimentos cozidos

Isso fará com que você tenha menos risco de piorar a intoxicação alimentar.

#4 Fuja de alimentos industrializados

Quanto mais alimentos naturais, melhor. Evite alimentos muito gordurosos, frituras, embutidos, biscoitos em geral, enlatados.

#5 Está com muito enjoo e vômito?

Uma dica para enjoo e vômito é gengibre! Consumir o chá de gengibre é uma boa dica para diminuir estes sintomas.

Receitas


Chá de gengibre

Ingredientes

  • 2 dedos de gengibre cortados em fatias
  • 500 ml de água

Modo de preparo

Aqueça a água e adicione o gengibre e deixe ferver por aproximadamente 15 minutos. Desligue a panela e deixe em repouso por 10 minutos. Tome em seguida.


Receita de soro caseiro

Ingredientes

  • 1 litro de água
  • 1 colher de café de sal
  • 2 colheres rasas de açúcar

Modo de preparo

Em um litro de água, acrescente o sal e o açúcar e misture, em seguida beba o soro caseiro.


Tem alguma dúvida? Comente aqui embaixo :)

Clube da Energié
Janaine Lorenceti
Janaine Lorenceti Seguir

Nutricionista graduada pela PUCPR, apaixonada por minha profissão. Acredito em uma Nutrição humanizada e acessível a todas as pessoas.Visando assim a qualidade de vida e a autonomia dos que buscam por bem-estar físico, mental e social.

Ler conteúdo completo
Indicados para você